Olá visitante, seja bem vindo(a).

Laudo médico de Lair Ribeiro, avaliação dos ARS

Laudo médico de Lair Ribeiro, avaliação dos ARS

Parecer Médico de um estudo clínico randomizado com a finalidade de avaliar a eficácia de colchão terapêutico, composto por elementos imãs e unidades emissoras de raios infravermelhos longos por magnetos biocerâmicos

Palavras-chave: Imãs, magnetoterapia, insônia, enxaqueca.
Produtos avaliados: (ARS) Aparelho Reparador de Sono

Resumo

Um estudo clínico randomizado foi realizado em 12 indivíduos com a finalidade de avaliar a eficácia de um colchão terapêutico, composto por elementos magnetos e unidades emissoras de raios infravermelhos longos, mensurada na redução de crises de enxaqueca, insônia, câimbras e melhora na circulação sanguínea dos membros inferiores. A avaliação randomizada utilizou um colchão placebo (sem propriedades terapêuticas) e um ativo (com inúmeros magnetos e unidades emissoras de raios infravermelhos longos). Após 45 dias do uso do colchão terapêutico determinou-se, por meio de uma avaliação sensorial, o efeito referente às crises de enxaqueca e à qualidade do sono, em comparação ao início do estudo, com base no PSQI (Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh). De acordo com os resultados obtidos na avaliação sensorial por eficácia clínica, o colchão ativo apresentou uma tendência mais eficaz na redução dos episódios de enxaqueca e da frequência e intensidade da dor de cabeça, em relação ao colchão placebo, sem alcançar significância estatística (P>0,05). Isso se deve, provavelmente, ao número relativamente reduzido (n=12) de participantes no estudo. Durante análise entre os dois colchões foi identificada uma melhora significativa na qualidade do sono e, quando comparados, a eficácia superior do colchão terapêutico foi estatisticamente significativa. Com PSQI>10, o inicial registrava uma média de 33, caindo para oito no grupo placebo e para 0 (zero) no do colchão terapêutico (P<0,05), após os 45 dias de avaliação. Isso demonstra que o uso do colchão terapêutico (elementos magnetos + unidades emissoras de raios infravermelhos longos) tem uma tendência a diminuir as crises de enxaquecas e proporcionar, definitivamente, um efeito benéfico na melhora da qualidade sono. Essa melhora pode resultar em repercussões clínicas importantes tanto na qualidade de vida quanto na prevenção e tratamento de doenças degenerativas crônicas.

LEIA AQUI O LAUDO COMPLETO

Abstract

Keywords: Magnets, magnetotherapy, insomnia, migraine headache.
Featured Products: (ARS) Sleep Repair Appliance

A randomized clinical trial was conducted in twelve individuals to evaluate the therapeutic efficacy of a mattress with magnet elements and far-infrared emitting units, measured in the reduction of migraine attacks, insomnia, cramps and Improvement in the circulation of the lower limbs. The evaluation was randomized using a placebo mattress (no therapeutic properties) and an active mattress (with numerous magnets and far infrared emitting units). After 45 days of use of the therapeutic mattress, the effect with regard to migraine attacks was determined through a sensory evaluation and compared to the beginning of the study and the sleep quality was evaluated, using PSQI (Pittsburgh Sleep Quality Index). According to the results obtained in the sensory evaluation by clinical efficacy, the active mattress showed a tendency to be more effective in reducing the frequency and intensity of headaches, when compared to the placebo mattress, without statistical significance (P>0.05). This is probably due to the relatively small number (n=12) of study participants. In the evaluation of the mattresses, a significant improvement in sleep quality was identified and when the therapeutic was compared to the placebo mattress, the superior efficacy of the therapeutic mattress was statistically significant. With PSQI>10, the initial was a mean of 33, falling to 8 (eight) in the placebo group and to 0 (zero) in the group that used the therapeutic mattress (P<0.05), after 45 days of evaluation. This demonstrates that the use of the therapeutic mattress (magnetos + long-infrared emitting units) has a tendency to decrease the frequency and intensity of migraine headache attacks and definitely provides a beneficial effect on improving sleep quality. This improvement in sleep can bring important clinical repercussions both in the quality of life and in the prevention and treatment of chronic degenerative diseases.

READ THE COMPLETE REPORT HERE

Deixar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos requeridos estão marcados com *